Páginas

sábado, 8 de outubro de 2011

Bahianoterapia

A mãe do baiano vai viajar pro exterior e pergunta ao filho:
- Quer que mãinha lhe traga alguma coisa da viagem, meu dengo?
- Ô, minha mãe... Por favor, me traga um relógio que diz as horas.
- Ué, meu cheiro... E o seu, não diz não?
- Diz não, mãinha... Eu tenho de olhar nele pra saber...
--------------------

O baiano deitadão na varanda :
- Ô mãinha , a gente temos aí pomada pra queimadura de taturana?
- Purque, meu dengo? Uma taturana encostou em ti, foi ???
- Foi não, mas ela tá cada vez mais perto...
--------------------

Três horas da tarde. Dois baianos encostados numa árvore à beira da estrada.
Passa um carro a grande velocidade e deixa voar uma nota de cem reais, mas o dinheiro vai cair do outro lado da estrada.
Passados cinco minutos, um fala para o outro:
- Rapaz, se o vento muda, a gente ganha o dia...
--------------------

- Meu rei, veja aí pra mim...
A braguilha da minha calça tá aberta?
- Olhe... Tá não...
- Então vou deixar pra mijar só amanhã...
--------------------

Quatro baianos assaltam um banco e param o carro uns quilômetros à frente.
Um deles pergunta ao chefe da quadrilha:
- E aí, meu rei... Vamos contar o dinheiro?
- E pra que esse trabalhão? Vamos esperar o noticiário da TV...
--------------------

Dois baianos estirados nas redes estendidas na sala:
Oxente, será que tá chovendo?
- Sei não, meu rei...
- Vai lá fora e dá uma olhada. ..
- Vai você...
- Vou não, tô cansadão...
- Então, chame nosso cão...
- Oxente, chame você...
- Ô Fernando Afonso!
O cachorro entra na sala, pára e deita de costas para os dois.
- E então, meu rei, tá chovendo?
- Tá não... O cão tá sequinho.
Enviadas por Cell (Soteropolitana porreta)
--------------------


"Doutor, eu não sei o que fazer. Toda vez que meu marido chega em casa bêbado, ele me bate com sua    pasta, ou me enche de porradas."
Médico:
"Eu tenho um remédio muito bom para isso. Quando seu marido chegar em casa embriagado, basta que você o esteja esperando-o com um copo de chá de camomila e imediatamente começe a bochechar e gargarejar com o chá, e sem parar".
Duas semanas depois, ela retorna ao médico e parece ter nascido de novo.
Mulher:
"Doutor, Isso foi uma idéia brilhante! Toda vez que meu marido chega em casa bêbado, eu gargarejo e faço bochechos com o chá de camomila e as agressões não aconteceram mais."
Médico:
"Você viu como manter a boca fechada ajuda???"
Enviada por Roseli Costa
--------------------


Duas brasileiras e uma portuguesa estavam jogando conversa fora quando uma das brasileiras comenta com a outra sobre suas relações sexuais com o marido:
- Menina, nunca te aconteceu quando você faz amor com o Carlos,você tocar no saco dele e ele estar gelado? A outra brasileira responde:
- Sim, sempre que nós fazemos eu percebo que está gelado.
E você, quando faz com o Rafael?
- Sim, o saco está sempre gelado! - responde a outra brasileira Nisso, a portuguesa diz: - Bom, eu nunca reparei nesse detalhe, mas esta noite, quando eu fizer amor com o Manuel, vou tocá-lo só para ver.
- Tá bom! Então amanhã você nos conta! - dizem as brasileiras.
No dia seguinte, a portuguesa aparece toda cheia de hematomas e com um baita olho roxo.
As brasileiras ficam surpresas, perguntam o que foi que aconteceu e a portuguesa responde, muito nervosa:
- Isto é tudo culpa de vocês!!
- Mas porquê, o que foi que houve? - perguntam as brasileiras. - Porque ontem eu estava a fazer amor com o Manuel e, quando lhetoquei nas bolas, eu disse: ' Ai, Manuel... Que bom... Tu não tens as bolas frias como as do Carlos e as do Rafael !!!
Enviada por Nelma Fattori
----------


Joaquim chegou em casa com uma cara péssima. Sua esposa, Maria, ficou preocupada e foi logo perguntando o que tinha acontecido:
-  Meu Deus, mas que cara de defunto é esta, ó gajo?
-  Ocorreu-me uma tragédia, ó Maria! Estive no doutor hoje pela manhã e ele disse que eu estou doente e deverei ser castrado!
-  Castrado, ó Joaquim? Mas o que tu tens?
-  Tenho um tal de colesterol... O médico disse que o primeiro passo é cortar os ovos!
Enviada por Nelma Fattori
----------

Numa pequena cidade do interior, uma mulher entra em uma farmácia e fala ao farmacêutico:
- Por favor, quero comprar arsênico.
- Mas... não posso vender isso assim!
- Qual é a finalidade?
- Matar meu marido!!
- Pra este fim... piorou... não posso vender!
A mulher abre a bolsa e tira uma fotografia do marido,transando com a mulher do farmacêutico.
- Ah bom! Com receita é outra coisa.
Enviada por Nita Maria
----------

Era o dia do exame final. O Joãozinho ia ser examinado pela professora em prova oral. E a professora, por ser nova na escola, seria observada pelo diretor.
Sentam-se a professora e o Joãozinho, um de frente para o outro, e o Diretor fica em pé, atrás do menino.
A professora pergunta:
- Joãozinho, o que D. Pedro I disse quando proclamou a independência do Brasil?
Nesse momento, a professora derruba o lápis e se abaixa para pegá-lo.
Quando a professora se levanta, pergunta:
- E, então, Joãozinho o que ele disse?
- Bunda maravilhosa!
- Não é nada disso! Zero! - diz a professora, nervosa.
O Joãozinho vira-se para o diretor e fala:
- Puta que pariu! Se o senhor não sabe, não assopra, porra!
Enviada por Lise Borchia
----------


Um desempregado comparece ao SINE de São Paulo para ver se havia algum emprego para ele.
Chegando lá, viu um cartaz escrito 'Precisa-se de assistente de ginecologista' .
Ele foi ao balcão e perguntou pelo trabalho.
-Pode me dar mais detalhes?
E o funcionário:
-Sim senhor.
O trabalho consiste em aprontar as pacientes para o exame.
Você deve ajudá-las a se despir, e cuidadosamente lavar suas partes genitais.
Depois você faz a depilação dos pelos púbicos com creme de barbear e uma gilete novinha.
Depois esfrega gentilmente óleo de amêndoas doces, de forma a que elas estejam prontas para o ginecologista.
O salário mensal é de 5.500,00 com carteira assinada e demais benefícios, mas você deve ir até Araçatuba.
-Nossa são 532 km de São Paulo e eu moro aqui, É lá o emprego?
-Não, é lá que tá o fim da fila!
Enviada por Fernandes
--------


Certo dia um florista foi ao barbeiro para cortar seu cabelo. Após o corte perguntou ao barbeiro o valor do serviço e o barbeiro respondeu:
- Não posso aceitar seu dinheiro porque estou prestando serviço comunitário essa semana.
O florista ficou feliz e foi embora. No dia seguinte, ao abrir a barbearia, havia um buquê com uma dúzia de rosas na porta e uma nota de agradecimento do florista.
Mais tarde no mesmo dia veio um padeiro para cortar o cabelo. Após o corte, ao pagar, o barbeiro disse:
- Não posso aceitar seu dinheiro porque estou prestando serviço comunitário essa semana.
O padeiro ficou feliz e foi embora. No dia seguinte, ao abrir a barbearia, havia um cesto com pães e doces na porta e uma nota de agradecimento do padeiro.
Naquele terceiro dia veio um deputado para um corte de cabelo. Novamente, ao pedir para pagar, o barbeiro disse:
- Não posso aceitar seu dinheiro porque estou prestando serviço comunitário essa semana.
 O deputado ficou feliz e foi embora. No dia seguinte, quando o barbeiro veio abrir sua barbearia, havia uma dúzia de deputados fazendo fila para cortar o cabelo.
Enviada por: Rosa Capistrano
----------

Quando Eduardo, um belo e promissor jovem Advogado, descobriu que herdaria uma fortuna quando seu pai morresse devido a uma doença terminal, decidiu que era uma boa hora para encontrar uma mulher que fosse a sua companheira para a vida fácil que se avizinhava.
Assim, numa determinada noite, ele foi até o bar da Ordem dos Advogados, onde conheceu uma Advogada, a mais bonita que já tinha visto em toda a sua vida.
Sua extraordinária beleza, o porte elegante, o corpo curvilíneo, a inteligência, a maneira de falar... Deixaram-no sem respiração.
- Eu posso parecer um advogado comum - disse-lhe, enquanto iniciava o diálogo para a conquista da musa - mas, dentro de dois ou três meses, o meu pai vai morrer, e eu herdarei 20 milhões de euros.
Impressionada, a bela Advogada foi para casa com ele naquela noite.
Três dias depois, tornou-se sua madrasta.
Enviada por Ana Santos
----------


O sujeito está no maior porre na porta de um boteco e, de repente, aparece uma procissão.
Centenas de pessoas reunidas, carregando uma santa num andor toda decorada
em verde e rosa.
*O cachaceiro berra:
-Olha a Mangueira aí, geeeente!!!
Enfezado, o padre se vira pro bêbado e esbraveja:
- Que falta de respeito, seu excomungado! Fique aí com o seu vício e nos deixe
em paz com a nossa fé!
Mal o padre acabou de falar, a santa bate com a cabeça no galho de uma
mangueira, cai e se espatifa no chão.
*E o bêbado:
- Eu avisei... Mas, o padre é estressadinho!!!
Enviada por Cell
----------

O casal estava assistindo televisão, à noite.
O marido diz:
- Posso saber por que você está emburrada desde que eu cheguei?
E, irada, a mulher responde:
- Hoje completamos 25 anos de casados e estamos aqui, parados em frente a esta televisão...
- MEU DEUS! Eu estava tão atarefado que me esqueci completamente! Perdoe-me, minha querida.. Vá pôr seu melhor vestido de noite, que vamos sair! Você terá uma noite inesquecível!
- Ah, querido, eu sabia que você não era um monstro insensível.
À Entrada do restaurante, o maitre, todo solícito:
- Prepare a mesa do senhor Gonçalves.
A mulher:
- Parece que eles te conhecem bem por aqui, querido.
- Ah é!... Acho que eu vim aqui para almoçar com alguns clientes.
Eles acabam de jantar e o marido propõe a ida a uma boate. Na entrada tem uma fila enorme. O marido diz à mulher que vai arranjar tudo e se dirige ao porteiro:
- Diga aí, Chicão!!! Como vai essa força?
E o Chicão, responde:
- Tá muito bem, Sr. Gonçalves. Pode ir entrando!
Dentro da boate, o dono vem falar com eles:
- Boa noite, Sr. Gonçalves! E diz, logo em seguida: - Liberem a mesa do senhor Gonçalves!!
A mulher, desconfiada: - Você vem sempre aqui?
- Ah, não! O dono é um cliente da firma...
Uma vez na mesa, a garçonete vem e diz: - O de sempre, Sr. Gonçalves?
Enquanto isso, uma mulher que terminava um strip-tease em cima do palco grita: - E A CALCINHA, VAI PRÁ QUEM, GALERA?!!!
A boate, em peso, exclama: -GONÇALVES!!! GONÇALVES!!! GONÇALVES!!!
A esposa, furiosa, sai da boate, o marido vai atrás e eles entram juntos num táxi.
O marido tentando apaziguar as coisas:
- Querida, não vamos estragar esta noite maravilhosa, com certeza eles me confundiram com outro Gonçalves...
- Você está pensando que eu sou alguma idiota? Canalha! Não me toque mais!!! Blá, blá, blá... Eu sou mesmo uma otária, blá blá blá.... Seu grande filho-da-puta, blá, blá, blá...
Nisso, o motorista de táxi se vira e diz:
-  Gonça, quer que coloque a puta pra fora do carro?
Enviad por Fernando Amorim
----------
O garotinho entra no quarto e pega a mãe na famosa posição 'cavalgando' no seu pai.
A mãe assustada, se veste e vai atrás do filho, preocupada com o que o garoto tinha visto.
O garoto então pergunta à mãe:
- O que a senhora e o Papai estavam fazendo ?
Surpresa, a mãe logo pensa em uma desculpa:
- Ora - disse ela - Seu pai tem uma barrigona e eu estava tentando achatá-la, para tirar O AR !!!
- A senhora está perdendo seu tempo! - disse O garoto.
- Porquê ? - perguntou a mãe intrigada.
- Toda vez que a senhora vai pro shopping, a empregada se ajoelha e sopra tudo de Volta !
----

Uma estação de rádio estava selecionando um novo locutor, eis que o primeiro candidato é chamado:
- Qual o seu nome, por favor?
- Papapaulo dadada Sisisilva.
- Pôxa, mas como é que eu vou contratar um gago para ser locutor?
- Gago era meu pai, e o cara do cartório era um filho da p...!
----

Em São Paulo, um cara passou mal no meio da rua, caiu e foi levado para o setor de emergência de um hospital particular, pertencente à Universidade Católica, administrado totalmente por freiras.
Lá, verificou-se que teria que ser urgentemente operado do coração, o que foi feito com total êxito.
Quando acordou, a seu lado estava a freira responsável pela tesouraria do hospital e que lhe disse prontamente:
- Caro senhor, sua operação foi bem sucedida e o senhor está salvo. Entretanto, há um assunto que precisa de sua urgente atenção: Como o senhor pretende pagar a conta do hospital ?
E a cobrança começou...- O senhor tem seguro-saúde?
- Não, Irmã.
- Tem cartão de crédito?
- Não, Irmã.
- Pode pagar em dinheiro?
- Não tenho dinheiro, Irmã.
E a freira começou a suar frio, antevendo a tragédia de perder o recebimento da conta hospitalar!
Continuou com o questionamento;
- Em cheque então, o senhor pode pagar ?
- Também não, Irmã.
A essa altura, a freira já estava a beira de um ataque. E continuou....
- Bem, o senhor tem algum parente que possa pagar a conta?
- Ah... Irmã, eu tenho somente uma irmã solteirona, que é freira, mas não tem um tostão.
A Freira, corrigindo-o:
- Desculpe que lhe corrija, mas as freiras não são solteironas, como o senhor disse. Elas são casadas com Deus !!!
- Magnífico! Então, por favor, mande a conta pro meu cunhado!
Assim nasceu a expressão: "Deus lhe pague"
----

No aeroporto, o pessoal estava na sala de espera aguardando a chamada para embarcar. Nisso aparece o Co-piloto, todo uniformizado, de óculos escuros e de bengala, tateando pelo caminho. A atendente da companhia o encaminha até o avião e assim que volta, explica que, apesar dele ser cego, é o melhor Co-piloto da companhia.
Alguns minutos depois, chega outro funcionário também uniformizado,de óculos escuros, de bengala branca e amparado por duas aeromoças.
A atendente mais uma vez informa que, apesar dele ser cego, é o melhor piloto da empresa e tanto ele quanto o Co-piloto, fazem a melhor dupla da companhia.
Todos os passageiros embarcam no avião preocupados com os pilotos.
O comandante avisa que o avião vai levantar vôo e começa a correr pela pista, cada vez com mais velocidade.. Todos os passageiros se olham, suando, com muito medo da situação. O avião vai aumentando a velocidade e nada de levantar vôo. A pista está quase acabando e nada do avião sair do chão. Todos começam a ficar cada vez mais preocupados. O avião correndo e a pista acabando. O desespero toma conta de todo mundo.
Começa uma gritaria histérica no avião.
Nesse exato momento o avião decola, ganhando o céu e subindo suavemente.
O piloto vira para o Co-piloto e diz:
- Se algum dia o pessoal não gritar, a gente tá fudido!
Enviadas por Lise Borchia
----------

0 comentários:

 Adaptação do desenho em ago/2013 por Amorim Sangue Novo - Jornalista Responsável - MTB/SP 59858 - amorinfo@bol.com.br - 55 18 99668-9058.