Páginas

quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

Bilhetinho cruel


Um sujeito estava no bar e quando olhou para o relógio começou a se preocupar.
Meu Deus já deu meia noite e eu tô aqui ainda!!! Minha mulher vai me matar por chegar bêbado em casa à uma hora dessas.

Então o amigo já experiente no assunto de chegar tarde, deu o seguinte conselho:
Faz como eu faço com minha patroa; chega de mansinho, tira os sapatos e entra no quarto sem fazer barulho.

Aí vai para debaixo do cobertor e, tirando a parte de baixo do pijama dela, cai de boca, faz um oral pra ela delicioso.

Quando você terminar ela vai estar feliz e cansada, então vai virar pro lado e não vai nem notar o horário e nem falar que você chegou tarde, além de ficar super contente no dia seguinte.

Então o cara foi pra casa. Entrou devagarzinho. Abriu a porta do quarto sem fazer barulho. Dirigiu-se à cama e se meteu debaixo do lençol.

Subiu o vestido do pijama e caiu de boca. Atracou-se com a mulher e deixou ela louca.
Ela gemeu baixinho, e de repente adormeceu. Crente do bom trabalho que tinha feito e feliz sabendo que não ia apanhar, foi ao banheiro tomar um banho.

Quando chegou lá, viu um bilhete pendurado no espelho.

QUERIDO, NÃO FAÇA BARULHO, POIS A MAMÃE VEIO NOS VISITAR E ESTÁ DORMINDO EM NOSSA CAMA! QUANDO CHEGAR VÁ DORMIR COMIGO NO QUARTO DAS CRIANÇAS

0 comentários:

 Adaptação do desenho em ago/2013 por Amorim Sangue Novo - Jornalista Responsável - MTB/SP 59858 - amorinfo@bol.com.br - 55 18 99668-9058.